Confessions

Só “momentos verdade”

Pesquisa Etnográfica e Análise Contextual

Sou dessas pessoas que gosta de conceitos claros e saber o que está fazendo, inclusive o nome correto das técnicas que utilizo no meu trabalho.   Pois bem, temos popularizado a Pesquisa Etnográfica para dar o pontapé inicial dos projetos de UX sempre que queremos informações mais profundas e verdadeiras dos nossos potenciais usuários do produto em questão. Por essa razão, vale olhar dois métodos que possuem dois nomes bem diferentes

Interação Humano-Computador e Comunicação Social: uma proposta de modelo integrativo de disciplinas

Ao criar a minha tese de doutoramento veio essa ideia: interagir com uma interface digital é tão complexo quanto comunicar algo a alguém. Por essa razão estudei muitos modelos de comunicação, dos mais simples e clássicos (óbvio) aos mais complexos, relacionados a publicidade. O resultado foi um capítulo da tese, que virou capítulo de livro. Espero que seja útil e possa ajudar algum estudante.

Sobre Desk Research

Existem diversos tipos de Pesquisa, mas a mais importante para quem vai visitar um futuro cliente, começar um trabalho, ou até mesmo antes de ir a uma entrevista de emprego, é fazer uma Pesquisa Secundária, conhecida também como Desk Research. Vale lembrar que, ao longo de todo o trabalho para um cliente você irá revisitar e revisar toda essa pesquisa inúmeras vezes, então, prepare-se!! O que é Desk Research ou

Modelos Mentais: o que você precisa saber para fazer UX

Muitos dos meus alunos, quando começam meus cursos, ficam surpresos com o quanto eu enfatizo a importância de fazer uma boa Pesquisa Etnográfica.  Esse tipo de pesquisa obriga a sair da zona de conforto física, você tem que ir para lugares que são incomuns, e da zona de conforto mental, você vai descobrir jeitos de observar a realidade que são completamente diferentes do seu. Quando você usa o material coletado

Jacaré parado vira bolsa de madame!

Meu lema na vida é: “Jacaré parado vira bolsa de madame”! Eu sei que essa frase parece frase de efeito, mas não é.Nós, que nos autodenominamos humanos, achamos que somos seres superiores,  capazes de coisas incríveis que nos separam dos demais animais. OK, isso é  verdade sim e não é tão verdade quanto gostaríamos. O cérebro reptiliano, esse jacaré que mora em nós, adora reagir a 3 grandesestímulos: sexo, comida

Olá, mundo!

Fazia tempo que queria retomar o ato de escrever e me expressar pro mundo. Olá, mundo! A ideia é compartilhar o que aprendi em muitos anos de carreira, de vida e de docência. É, além de dar aula, eu também trabalho (risos)! Aqui você encontra tudo relacionado a UX: a parte mais conhecida de estratégia, pesquisa, testes, desenvolvimento de artefatos, e a parte negócios, números. Aproveitei a deixa para colocar

Categoria de Posts

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
© 2019 UX Change by Amyris Fernandez . Theme by Viva Themes.